EVITANDO SER MORDIDO POR CÃES

É um erro de julgamento imaginar que a maioria das mordidas de cães ocorrem em encontros com cães desconhecidos na rua. Um estudo da Faculdade de Veterinária da Universidade de Minnesota, nos Estados Unidos, mostra que 77% das pessoas mordidas por cães eram membros da família ou amigos próximos do dono do animal. Ou seja, conheciam o cão.


Outro dado esclarecedor do mesmo estudo mostra que 50% dos atacados são crianças com menos de seis anos. Nestes casos, o que normalmente ocorre é que a mordida é fruto de uma brincadeira que foi longe demais, ou então a criança não foi corretamente educada e fiscalizada pelos pais em se tratando de convívio com cães. Ensinar para as crianças que convivem com cães que todos os cães, por menores que sejam, devem ser tratados com respeito é um primeiro passo importante. Ensinar que nem todo cachorro reage da mesma maneira também é fundamental. Não é por que o São Bernardo do vizinho aceita ser puxado pelo rabo, que o Pit Bull do outro lado da rua vai gostar da mesma brincadeira.


Aqui vai um manual prático de como não ser mordido:


- NUNCA se aproxime de um cão que você não conhece


- NUNCA entre num quintal com um cachorro solto, a não ser que seja seu cão, ou que você esteja em companhia do dono do animal.


- NUNCA estique a mão por uma cerca para fazer carinho num cão que não te conhece. Mesmo que o dono esteja com você.


- NUNCA se aproxime de um cão comendo, dormindo, ou principalmente roendo um osso ou brinquedo.


- NUNCA de comida para um cão sem a permissão e supervisão do dono.


- NUNCA agrida um cão, o segure, nunca puxe seu rabo ou segure suas patas. Se o cão for seu e te amar, provavelmente ele vai passar por cima da agressão, se não, vai te morder.


- NUNCA chegue com o rosto perto de um cão que não seja seu. 70% das mordidas de cães são no rosto das pessoas.


- NUNCA tente separar uma briga de cães a não ser que ambos sejam seus, e mesmo assim se você não ligar para umas mordidinhas nos braços. A não ser que tenha algum conhecimento e prática no manejo com cães.


- NUNCA corra, grite ou faça barulhos altos perto de um cão que você não conheça. E principalmente nunca grite com ele achando que vai assustá-lo. A primeira reação de um cão assustado ou confrontado normalmente é o ataque.


- NUNCA tire nada de um cão sem a ajuda do dono. Se ele roubou a bolinha que você estava usando, peça ajuda ao dono do cão para recuperá-la.


- NUNCA chegue perto de um cão machucado, se você não souber o que esta fazendo, por melhor que sejam suas intenções.


- NUNCA chegue perto de uma mamãe com seus filhinhos, a não ser que ela te ame, ou você saiba realmente o que esta fazendo.


- SEMPRE peça permissão para fazer carinho em um cão que você não conheça. Do dono, não do cão.


- SEMPRE preste atenção no nível de excitação do cão durante uma brincadeira. O cão muito excitado pode te morder de brincadeirinha, pois é assim que ele brinca com outros cães.


Supondo que você é um anjo, e seguiu tudo acima, mas mesmo assim encontrou com um cão na rua, aqui vão as dicas:


Uma calda balançando não significa um convite para brincar.


Cães medrosos quase sempre atacam, pois se sentem ameaçados. Rabo no meio das pernas, cabeça baixa, tentativa de se esconder e evitar olhar nos seus olhos são os modos do cão mostrar medo. Não se aproxime.


Atitudes como cabeça alta, orelhas para frente, olho nos olhos, dentes à mostra, pelo arrepiado e excesso de latidos ou rosnados são sintomas básicos do cão agressivo. Neste caso, Fique calmo e fale com voz baixa e suave. NUNCA grite e corra.


Fique parado e calmo, mantenha seus braços junto ao corpo. NUNCA levante os braços, pois o cão vai se sentir ameaçado.


Evite ficar olhando nos olhos do cão. Ele vai considerar isto um confronto. De ré bem devagar. Nunca vire as costas para o cão.


Se o cão avançar, tente tirar a camisa ou casaco e chamar a atenção dele com isto. Há boas chances que sua roupa receba a mordida.


Se o cão te morder não puxe. Ele vai travar mais os dentes e te puxar de volta, o que causa um machucado bem pior.


Se você cair no chão, proteja a cabeça e fique quieto. Não se mexa ou grite.


E principalmente NUNCA tente revidar quando for atacado.


Tomadas as devidas precauções, a porcentagem de risco de se ter um acidente grave com cães, caem consideravelmente



Matérias