JACK RUSSELL TERRIER - GUIA DE RAÇAS


Jack Russell Terrier

Guia de Raças

Jack Russell pelo duro, Cachorro do Máskara, Cachorro do Máscara, Milo, Mailow

Ficha Básica
 
História
 
Características
Ficha do Jack Russell Terrier

O Jack Russell Terrier é muitas vezes confundido com o Parson Russell Terrier. As duas raças têm a mesma origem e, por isso, são quase iguais; exceto pelo o comprimento de suas pernas – o Jack Russell tem pernas curtas (tipo Basset) e o Parson Russell é bem maior, medindo cerca de 10 centímetros a mais. O Jack Russell Terrier e o Parson Russell Terrier devem sua existência ao inglês John (Jack) Russell, reverendo entusiasta da caça. No início do século XIX, Russell comprou um cão Fox Terrier quase completamente branco para usar para caçar raposas, lebres e texugos. Russell consagrou a sua reputação como um caçador de raposas e como criador do Fox Terrier com peso não superior a 7 kg durante a temporada de caça.

Ao longo dos anos, estes cães foram diferenciados em relação ao tamanho e treinamento do clássico Fox Terrier e, antes de 1900, dissociaram-se da raça. Estes exemplares ganharam o nome Jack Russell Terrier, gradualmente dentro desta nova raça, e foram desenvolvidas duas variedades: uma com pés longos o suficiente para correr atrás de cavalos e galgos (Parson Russell Terrier) e uma com pernas mais curtas, adaptadas para o traçado (Jack Russell Terrier).

Já conhecido pelo mundo dos amantes de animais, o Jack Russell passou a ganhar mais popularidade em todo mundo em 1994; ano em que o filme O Máskara, estrelado pelo comediante Jim Carrey, foi lançado. Aparecendo em destaque no longa, o pet canino do personagem que se transforma em um ser de poderes fantásticos, batizado de Milo, é representado por um cão da raça – que passou a ser extremamente requisitada nos Estados Unidos e no resto do mundo em função do sucesso e do jeito cativante do animalzinho nas cenas do filme.

Além desta, muitas outras participações de cães da raça Jack Russel Terrier também puderam ser vistas nas telinhas e telonas ao longo das últimas décadas – e quem se lembra do seriado Frasier (tido como um dos maiores sucessos de público e crítica na história dos seriados norte-americanos), estrelado pelo ator Kelsey Grammer, deve lembrar que o pet teimoso e engraçadinho da família também tinha um exemplar da raça como representante.

Comportamento

O Jack Russell Terrier é corajoso, inteligente, sociável, curioso e bastante dinâmico. Não é um cão mordedor ou muito nervoso, mas precisa ser educado com mão firme – sendo que os adestramentos são indicados desde a fase de filhote do animal; facilitando o processo de aprendizado de comandos para que seja possível ter sua obediência no futuro.

Em função da sua personalidade alegre e extremamente ágil, a raça é bastante citada entre as de desempenho mais bem sucedido em competições caninas como as de agility – já que este cão costuma figurar ente os primeiros colocados desse tipo de evento em boa parte das vezes que participa deles.

Extremamente sociável, esta raça se dá bem com crianças, adultos e até mesmo outros animais – sendo capaz de conviver com outros pets da sua e de outras espécies sem grandes problemas. Apesar de ser pequeno no tamanho, o Jack Russell Terrier é um cão muito ativo e agitado; que necessita de uma cota mínima de atividades físicas para se manter saudável e, por isso, costuma exigir que os seus donos o levem para fazer longas caminhadas e sessões de jogos e brincadeiras com certa frequência.

Em função desta necessidade física de praticar exercícios, a raça não está entre as mais indicadas para ser criada em espaços pequenos como apartamentos, apesar do seu tamanho reduzido – já que o Jack Russell precisa de ambientes maiores e mais abertos para que possa gastar a sua energia de maneira satisfatória.

Determinado e cheio de energia, o Jack Russel costuma ser descrito pelos amantes de animais como um cão grande no corpo de um cachorro pequeno; já que a sua coragem e senso de proteção são características que se destacam em muitos casos.

Aspecto

Ágil, forte e tem extremidades curtas e musculosas. Tem pequenas orelhas em forma de "V" caídas para frente. A cauda é forte reta e implantada alta, e seu pelo pode ser liso, duro ou intermediário. Em relação à pelagem do Jack Russell Terrier, existem dois tipos diferentes de cor que podem acompanhar a porção branca (que ocupa, pelo menos, 51% do corpo do animal), sendo elas marrom e preto.

Com uma altura de aproximadamente 25 centímetros, o cão desta raça pesa entre 4 e 7 quilos, sendo que os machos tendem a ter um peso maior que as fêmeas – assim como no caso da grande maioria das raças caninas. Sua expectativa de vida gira em torno de 13 anos, mas é possível que o animal viva bem mais que isso se for cuidado com atenção e não desenvolver nenhum dos problemas mais típicos à raça, como epilepsia e a doença de V Williebrand, que promove uma deficiência na coagulação sanguínea do cão.

Cuidados específicos

Originalmente caçador, o Jack Russell Terrier é tão vital que você precisa de um muito exercício para ser feliz e saudável, de preferência em espaços abertos. O ideal seria se pudesse correr livremente através de um jardim e poder gastar grande parte de sua energia. É preciso ter cuidado com o Jack Russell Terrier que vive na cidade. Se, de repente, o cão detectar um cheiro, pode desaparecer em um segundo para seguir o rastro, independentemente do tráfego ou as ordens do dono.

A pelagem desta raça é bastante simples de se cuidar, mas os donos de cães Jack Russel devem estar sempre atento para o aparecimento de dermatites ou alergias de pele – já que este também é um problema que costuma ser relativamente comum entre os cães da raça.

Saúde

O Jack Russell Terrier é uma raça muito forte e saudável, embora possa sofrer de deslocamento de retina ou catarata, necessitando de especialistas como oftalmologistas veterinários para tratar do problema. Além disso, não é incomum que os cachorros da raça sofram, em algum momento da vida, com problemas relacionados à epilepsia – que pode se desenvolver em função dos fatores mais diversos, devendo ser investigado e tratado por profissionais.

Conforme citado anteriormente, a Doença de V Williebrand também pode afetar estes animais, provocando problemas e disfunções na coagulação do sangue do cão e, com isso, influenciando no aparecimento de muitas outras complicações de saúde.

Dermatites e eczemas também são problemas que podem aparecer com certa facilidade no corpo dos cachorros da raça Jack Russel Terrier, e os proprietários de bichos de estimação desta raça devem permanecer atentos para o aparecimento de sintomas condizentes com os desse tipo de doença de pele – que, geralmente, é provocado pela presença de fungos na pelagem ou na pele do animal.

Fonte: CachorroGato @ http://www.cachorrogato.com.br/racas-caes/jack-russell-terrier/


Matérias