PASTOR ALEMÃO - ESTRUTURA X TRABALHO

Pastor Alemão: Entendendo as diferenças entre as linhas de trabalho e estrutura


 O Pastor alemão é com certeza a raça mais popular em todo o mundo, tendo sido criada em 1899 pelo Capitão do exército alemão Max Von Stephanitz.


O desejo inicial deste capitão era a criação de uma raça com múltiplas qualidades, que fosse capaz de pastorear, proteger a propriedade de invasores, proteger a criação de predadores proteger seu dono e a família e ainda chegar no final do dia e brincar calmamente com os membros da casa.


 Seu sonho de raça deu tão certo que hoje é difícil contestar a afirmação que o Pastor Alemão é o cão mais popular no planeta. Tanta popularidade acabou por gerar diferenças marcantes de linhagem dentro da própria raça. De todas as linhagens de sangue que existem hoje vamos nos focar nas duas mais importantes, linhagem de estrutura e linhagem de trabalho.


 As linhagens de trabalho foram desenvolvidas por seleção genética por criadores que estavam mais preocupados com a capacidade de trabalho do cão do que com sua aparência externa. Estes animais normalmente têm muito foco, concentração no trabalho, estrutura corporal forte e “nervos de aço”. A aparência física varia muito e ele aparece nos mais diversos tons de pelagem, do preto ao cinza, passando pelo marrom.


 As linhagens de estrutura foram desenvolvidas por criadores que estavam preocupados com a estrutura externa e aparência dos animais. Isto não quer dizer que são animais que não servem para trabalho, só quer dizer que são animais bons para viver com a família, treináveis, estáveis, mas normalmente menos focados e concentrados que os das linhagens de trabalho. Os cães desta linhagem se parecem muito uns com os outros, normalmente tendo pelagem marrom ou marrom com preto.


 As linhagens de trabalho e estrutura são muito similares em temperamento, com a linhagem de trabalho tendo mais foco e mais resistência à pressão extrema. Mas não devemos nos esquecer que qualquer pastor alemão é por natureza um cão de trabalho, e que mesmo os mais doces exemplares de linhagem de estrutura devem ser tratados com muito respeito. Toda a raça foi criada para trabalhar, proteger e aguentar jornadas árduas em condições extenuantes. O cão de estrutura não é um cão de companhia. Pode ser também um cão de companhia, mas requer exercício, treinamento, socialização e desafios como seus irmãos de linhagem de trabalho.


 Apesar das diferenças externas serem grandes, as mais marcantes diferenças entre estas duas linhagens estão no temperamento. Os animais de estrutura têm a mesma capacidade de comportamento agressivo e resposta rápida de seus irmãos de trabalho, porém sem a mesma coragem, estabilidade, temperança e foco em suas ações.


 Um bom cão de linhagem de trabalho vai cumprir seu objetivo ou morrer tentando. Nada vai fazer com que ele perca de vista seus objetivos. É um cão que coloca o trabalho, qualquer que seja, acima do seu instinto de autopreservação, não mostrando medo nas mais extremas situações.



Matérias